pint

pbn2mini-site-2

Como pintar bem

No Brasil, atualmente temos tintas, resinas e diversas formulações que possuem tecnologia a nível internacional e de acordo com as mais modernas técnicas de proteção anticorrosiva utilizadas no segmento de pintura industrial.
O ponto relevante apesar do avanço tecnológico das tintas, é que cada vez mais, precisamos preparar mais pessoas, mais profissionais para as diversas atividades de seleção de esquemas de pintura, aplicação, controle de qualidade da aplicação e inspeção dos esquemas de pintura, não só durante a aplicação, mas também durante toda a vida útil à que foi projetado o esquema de pintura.

pintura em tecido

pintura em tecido

Esta apostila contém informações atualizadas em relação as novas tecnologias além de capítulos mais bem dispostos, para facilitar a compreensão do leitor.
Na atualização do conteúdo foram abordadas algumas importantes tendências no segmento da pintura industrial, a saber: pintura em tecido passo a passo para iniciantes
– Novas tecnologias das tintas oferecidas ao mercado, como por exemplo, epóxis novolacs, epóxi polisiloxano e poliuretanos poliaspárticos.

Como pintar

– Estão contemplados também novos métodos de tratamento de superfície, como por exemplo, o hidrojateamento com abrasivos, jateamento com esponjas abrasivas de poliuretano impregnadas com abrasivos e jato com cerdas, tecnologias consideradas “limpas”, de acordo com as novas regulamentações ambientais e exigências técnicas impostas para se obter maior longevidade dos esquemas de pintura em tecido flores
– Os capítulos foram reestruturados para melhor compreensão e estão divididos em: Tintas, Preparação da Superfície e Aplicação.
É importante lembrar que este material é uma referência “inicial” para um universo de conhecimentos que está à disposição de qualquer pessoa que se motivar e se dedicar na busca novos aprendizados no universo químico, despertando assim para uma “curiosidade cientifica”. pintura em pano de prato passo a passo para iniciantes

Tipos de tintas ……………………………………………………………………………………………………. 15
2.1.1. Tintas com veículo não convertíveis …………………………………………………………………….. 15
2.1.1.1. Tintas acrílicas …………………………………………………………………………………… 15
2.1.1.2. Tintas de estirenoacrilato …………………………………………………………………… 15
2.1.1.3. Tintas de borracha clorada …………………………………………………………………. 16
2.1.1.4. Tintas vinílicas ……………………………………………………………………………………. 16
2.1.1.5. Outras tintas não convertíveis ……………………………………………………………. 16
2.1.1.5.1. Tintas de nitrocelulose ………………………………………………………………………… 16
2.1.1.6. Tintas betuminosas: …………………………………………………………………………… 16
2.1.2. Tintas com veículos convertíveis ………………………………………………………………………….. 16
2.1.2.1. Tintas a óleo ………………………………………………………………………………………. 16
2.1.2.2. Tintas de resinas alquídicas modificadas com óleo ……………………………. 17
2.1.2.2.1. Tinta líquida alquídica ………………………………………………………………………… 17
2.1.2.3. Tintas de resinas fenólicas modificadas com óleo ……………………………… 17
2.1.2.4. Tintas epóxi ………………………………………………………………………………………… 17
2.1.2.5. Tintas éster de epóxi ………………………………………………………………………….. 19
2.1.2.6. Tinta de alcatrão de hulha epóxi ………………………………………………………… 19
2.1.2.7. Tintas epóxis tar free ………………………………………………………………………….. 19
2.1.2.8. Shop primer epóxi ………………………………………………………………………………. 19
2.1.2.9. Tintas epóxis ricas em zinco ………………………………………………………………. 20
2.1.2.10. Tintas epóxis bisfenol F / Novolac ……………………………………………………… 20
2.1.2.11. Poliuretano …………………………………………………………………………………………. 20
2.1.2.12. Poliuretano Poliaspártico ……………………………………………………………………. 20